Principais Projetos de Pesquisa: Processos e tecnologias de projeto e planejamento

Em 05/05/21 16:07 Atualizada em 21/09/22 10:10

A Reprodução da Arquitetura e do Urbano.

Coordenador: CAMILO VLADIMIR DE LIMA AMARAL

O projeto de pesquisa busca investigar a reprodução das relações sociais mediada pelo espaço produzido pela arquitetura, pelo urbanismo e pelo planejamento. A pesquisa está articulada com a disciplina Projeto Moderno / Projeto Contemporâneo, onde a arquitetura e o urbanismo são estudados em suas diversas relações com os sujeitos, tempo, métodos de interpretação e estruturas resultantes. A disciplina é obrigatória para discentes das duas linhas de pesquisa, pois estes estudos podem ser feitos através de leituras da teoria e da história e, também, das técnicas e processos de projeto. Desta forma, o referido projeto está articulado com as duas linhas de pesquisa do programa.

 

Constituição de Plataforma de Inovação e Logística em Aparecida de Goiânia, Estado de Goiás.

Coordenador: CRISTIANO FARIAS ALMEIDA

O projeto visa poiar a constituição de uma plataforma de inovação de logística em Aparecida de Goiânia, com vistas a impulsionar o processo de clusterização do setor logístico na cidade, a partir da consolidação dos distritos industriais implantados ou a implantar na mesma. Plataformas logísticas destinam-se, mais especificamente, tornar as operações logísticas (transporte, armazenamento, agregação de valor, distribuição etc.) mais eficientes. Para isso, a proximidade geográfica dos serviços e, sobretudo, a presença de múltiplos modos de transporte são condições imprescindíveis para o sucesso dos clusters logísticos.  Essa pesquisa está articulada à disciplina Tópicos Especiais em Planejamento, onde é possível destacar as alterações de uso do solo e fluxo de deslocamento, assim como a articulação do setor produtivo no contexto de implantação de uma plataforma logística na cidade de Aparecida.

 

Mobilidade, transporte e acessibilidade nos contextos urbano e metropolitano;

Estrutura espacial urbana: o desafio do equilíbrio da rede de centralidades.

Coordenador: ÉRIKA CRISTINE KNEIB

Os projetos são relacionados ao planejamento urbano, abordando ainda planos, processos e estratégias de projeto adotados nas diversas escalas, com foco na mobilidade urbana e na estruturação espacial do território. Os projetos relacionam-se às disciplinas Cidade, planejamento, projeto e impactos e Tópicos especiais em planejamento.

 

Reflexões sobre processos de projeto;

Processos de criação e fabricação digital

Coordenador: FÁBIO FERREIRA DE LIMA

O projeto de pesquisa cadastrado “Reflexões sobre processos de projeto” busca compreender as estratégias projetuais que envolvem aspectos da criação, planejamento e gestão, nas situações de enfrentamento dos problemas, no modo como são desenvolvidas para responder às demandas da sociedade. Essa pesquisa está articulada à disciplina “Tópicos Especiais em Processos de Projeto”, onde há o estudo dos princípios e fundamentos da metodologia de projeto; a identificação dos percursos e métodos empregados na elaboração do edifício; a análise das relações formais, funcionais, conceituais e metodológicas da organização e construção do espaço arquitetônico e suas relações com as teorias da arquitetura.

 

Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental na Região Metropolitana de Goiânia;

Conforto térmico, eficiência energética e quantificação de emissões de CO2 no ambiente construído goiano.

Coordenador: KARLA EMMANUELA RIBEIRO HORA

O projeto de pesquisa cadastrado “Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental na Região Metropolitana de Goiânia” envolve a proposição de diretrizes para o Plano de Desenvolvimento Integrado da Região Metropolitana de Goiânia envolvendo aspectos de uso e ocupação do solo que impactam na sobre recursos hídricos e saneamento, portanto insere-se na temática de planejamento urbano e relaciona-se com a disciplina “CIDADE, PLANEJAMENTO, PROJETO E IMPACTOS”. O projeto “Conforto térmico, eficiência energética e quantificação de emissões de CO2 no ambiente construído goiano” envolve a proposição de estratégias e avaliação de conforto e eficiência energética na escala do edifício. Mantém relação com a disciplina “CIDADE, PLANEJAMENTO, PROJETO E IMPACTOS”, uma vez que a inserção do edifício na escala urbana inflencia suas condições de conforto e com as disciplinas de “Tópicos Especiais em TECNOLOGIAS DE PROJETO” considerando a análise do edifício. O projeto “Planos de recursos hídricos das unidades de planejamento e gestão de recursos hídricos afluentes ao Rio Paranaíba do estado de Goiás” envolve a proposição de diretrizes de uso do solo que mantém rebatimento no Plano Diretor Municipal portanto insere-se na temática de planejamento urbano e relaciona-se com a disciplina “CIDADE, PLANEJAMENTO, PROJETO E IMPACTOS”.

 

Análise e Indicadores de governança, instrumentos de política e desenvolvimento urbano integrado, paisagem e sustentabilidade: os aglomerados urbanos e regiões metropolitanas de Brasília/DF, Goiânia/GO, Curitiba/PR e Belo Horizonte/MG, Lima(PE), Buenos Aires (AR), Montevidéu(UR), Santiago (CHILE), Bogotá(CO), Lisboa (PO) e Madrid (ES);

 

Coordenador: LUANA MIRANDA ESPER KALLAS

Esta pesquisa visa analisar os instrumentos de política urbana e de desenvolvimento urbano integrado construindo um sistema de indicadores, abrangendo sua governança, além de estudar a paisagem e a sustentabilidade, portanto envolvendo três grandes temas da área da Arquitetura e Urbanismo, a saber: o Planejamento urbano, regional e metropolitano; a Paisagem urbana; e a Sustentabilidade. A metodologia de estudo desta pesquisa utiliza procedimentos quantitativos e qualitativos, com especificidades em cada tema. No planejamento há uma necessidade de contínuo controle social para aplicação da legislação em vigor; Na Paisagem urbana, o resgate e valorização do patrimônio são necessários para resgatar antigas formas de representação, como a utilização de nova representação, como a fotogrametria de baixo custo; e na Sustentabilidade, a utilização de recursos para a adaptação climática, para cidades mais resilientes. Os estudos têm como ponto de partida as cidades dos países ibéricos e ibero-americanos, a saber: Brasília/DF, Goiânia/GO, Curitiba/PR e Belo Horizonte/MG no Brasil, Lima (Peru), Buenos Aires (Argentina), Santiago (Chile), Montevidéu (Uruguai) e Bogotá (Colômbia) na América do Sul e Madrid (Espanha) e Lisboa (Portugal), na Península Ibérica. Os temas demonstraram a necessidade de um contínuo processo de controle social voltado para o Planejamento; na Paisagem Urbana, os estudos documentam, resgatam e valorizam o patrimônio cultural; e a Sustentabilidade, aponta alternativas para a adaptação climática global de forma local, incorporando o Pacto Glocal. Além disso, os estudos também demonstram a tangências de um tema no outro. Os estudos são contínuos demonstrando ainda que são temas em constante atualização.